sábado, 18 de setembro de 2010

Aprenda a Meditar



O que é:

A meditação é uma técnica milenar vinda do oriente. Há alguns anos, ela ganhou espaço na mídia, com comprovação científica dos seus benefícios.
A meditação é a base para todo o conhecimento verdadeiro. Geralmente está associada a filosofias de vida que visam à ampliação da consciência. Ela não é exclusividade do Yoga, ainda que tenha se desenvolvido nele. Por meio da meditação atinge-se o mais elevado objetivo do Yoga e do ser humano – MOKSHA, a libertação.

Existem três estágios na meditação:
Dhárana: a mente concentra-se em um só objeto ou lugar.
Dhyána: o estado de meditação.
Samádhi: estado de união com o objeto de meditação, no qual as ilusões da matéria se desfazem completamente e o ser absoluto brilha como realidade.
Como as três técnicas envolvem a mesma prática, em estágios distintos, o termo meditação é usado para designar também, de forma geral, o treinamento para alcançar esses estados.

Alguns benefícios:
- reduz o estresse;
- coadjuvante no tratamento da ansiedade e depressão;
- equilibra a pressão sanguínea;
- proporciona bem-estar e confiança;
- produz relaxamento;
- aumento da capacidade de concentração.

Praticando:
Existem muitas técnicas diferentes de meditação.  Vou ensinar uma prática simples e eficiente.
- Escolha um lugar tranqüilo, onde você não será incomodado;
- Vista-se com uma roupa confortável;
- Sente-se com as pernas cruzadas, a coluna ereta, o peito aberto, o queixo levemente erguido e feche os olhos;
- Coloque as mãos em uma posição específica (mudrá). Sugiro o “Shiva Mudrá”. Coloque o dorso da mão direita em cima da palma da mão esquerda, e ambas apoiadas sobre as pernas ou os pés.

- Mantenha o corpo completamente imóvel, (kaya sthairyam). Manter a estabilidade (sthairam) do corpo (kaya) é o primeiro passo para alcançar a concentração. Com o corpo em movimento isso é impossível.
- Agora concentre-se em um objeto. Pode ser a chama de uma vela, um símbolo ou uma música. Eu, particularmente gosto de meditar com música. Presto atenção em cada instrumento, em cada batida, como se eu entrasse na música e me fundisse com ela, me tornando o próprio som. A intenção é essa: fazer com que o objeto a ser observado, o ato da observação e o observador (você), transformem-se em uma coisa só.
- Aumente o tempo da meditação de acordo com o teu conforto. (Inicie com 10 minutos no mínimo. O ideal é pelo menos 30 minutos por dia). Concentração exige treino, principalmente para pessoas muito agitadas. Só a prática constante vai fazer com que você atinja um estado meditativo.
- Esvaziar a mente não é fácil. Mas não ligue para os pensamentos que porventura surgirem. Apenas não se apegue a eles. Não se irrite e não tente combatê-los ficando ansioso. O exercício trará a superfície muitas lembranças e emoções. Ignore a instabilidade e seja persistente, pois os resultados valem o esforço.

Resultados:
Segundo a tradição do Yoga, ao meditar, o indivíduo conhece sua essência mais profunda. Enfrenta a si mesmo, seus temores, carências e imperfeições. Assim, constrói a humildade, que vence a vaidade. Conquista-se então Ánanda, o bem-estar superior, que é a felicidade suprema, além dos contrastes de bem e mal, dor e prazer e todos os pares de opostos.

“Penso 99 vezes e nada descubro.
Deixo de pensar, mergulho no silêncio, e a verdade me é revelada."

Bibliografia: O Livro de Ouro do Yoga, André De Rose

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Programa Happy Hour da GNT - Participei e adorei!



Ontem participei do programa Happy Hour na GNT. O tema foi Síndrome do Pânico, assunto que domino muito bem, afinal são mais de 20 anos convivendo com esse mal. Mal esse que pra mim veio para o bem, afinal, graças ao pânico entrei em contato com o Yoga, que além de ser minha profissão, fez com que eu conhecesse meu marido! Mesmo mantendo o bom humor, digo que não é fácil conviver com isso. Aprendi a aceitar e a controlar as épocas que me dão crises. Não estou curada... ainda! Mas tenho fé!
Uma noite antes do programa eu dormi mal, estava muito ansiosa. Nunca tinha participado de nenhum programa de TV e muito menos ao vivo. Mas fui confiante! O André foi junto comigo, o motorista da GNT passou para nos pegar as 5 da tarde.
Chegando lá conheci o Lazzinho, maquiador global! Ele me fez uma maquiagem divina, adorei! Os outros convidados foram chegando e ficamos batendo papo e rindo até a hora do programa.
Quando fomos para o estúdio gravar deu aquele frio na barriga! Fiquei com medo que o programa se transformasse em um  reality show com as convidadas tendo crise de pânico ao vivo.
Entrei um pouco apreensiva, sou toda atrapalhada, fiquei com medo de tropeçar em alguma coisa e levar um tombo ao vivo na TV!
Mas felizmente, sentar no sofá branco do Happy Hour me acalmou, e logo parecia que estava sentada no sofá de casa papeando com velhos amigos.
Falei muito, e falaria muito mais. O programa de 1 hora pareceu ter durado 5 minutos!
Adorei conhecer a o Fred e a Astrid. Descobrimos que ela fez aula de Yoga há muitos anos atrás com o André.
Claro que meu maridinho desligado não lembrava. Ele foi se apresentar a ela, e ela disse "Eu já te conheço, já fiz aula com você!" Depois eu e o André rimos do fora que ele deu.
Pra mim foi uma experiência inesquecível, uma delícia! Fiquei com aquele gostinho de quero mais!


BASTIDORES:



Beth, eu, Dr. Adauto, Lazzinho e Claudia








e pra guardar...



quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Em algum lugar "dentro" do arco-íris

Estou ouvindo repetidas vezes "Somewhere Over the Rainbow, na versão cantada por Israel Kamakawiwo'ole. 

Aqui está o vídeo. Antes de ler, aperte o play!!! Adoro essa versão!



Desde criança ouvimos as histórias do pote de ouro no fim do arco-íris.
Hoje, sabemos que o tão lendário pote de ouro não existe. 
Mas essa busca pelo que não é visível, continua.
Quantas vezes na vida perdemos o momento do "arco-íris", pensando que algo maior nos aguardava em algum lugar?
O arco-íris por si só é belo, mágico, um momento único da natureza.
Seja o próprio ARCO-ÍRIS. Contente-se com quem você é, ao invés de buscar longe, o que você já tem ao teu alcance: você mesmo.
O arco-íris é o próprio pote de ouro. Como você. 


ByNina


Reportagem do nosso trabalho

Essa é a reportagem que saiu no "GUIA DAQUI", do mês de setembro, sobre o trabalho que eu e meu marido fazemos todas as manhãs no Parque da Sabesp.
Para facilitar a leitura, cliquem na imagem!
Confiram:







ATENÇÃO

Muitas imagens do BLOG são fonte de pesquisa na internet.
As imagens que incluem o ByNina na lateral são criadas por mim, geralmente pego frases de outros autores, citando o mesmo e imagens de fundo disponíveis na internet.
Todas as frases e pensamentos com a assinatura ByNina embaixo da arte são de minha autoria.
Lembre-se sempre de citar a fonte quando compartilhar.
E se alguma imagem tiver direitos autorais, entre em contato comigo através do e-mail bynina@hotmail.com que cito o autor ou retiro imediatamente.
Obrigada pela compreensão!

Carolina Carvalho
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...